Fizeram uma Vodka em Chernobyl

Uma equipe de pesquisa formada por cientistas ucranianos e britânicos encontrou uma forma criativa de mostrar o atual estado da ameaça radioativa na área ao redor da antiga usina nuclear de Chernobyl. Através de 3 anos de pesquisa, o time conseguiu provar que a agricultura nas regiões anteriormente afetadas já é uma possibilidade através da elaboração de uma vodka!

Apelidada de Atomik, o “produto” é livre de qualquer tipo de radioatividade. Feito com grãos colhidos em plantações experimentais da região, o produto é “limpo” de suas características radioativas ao passar pela destilação. Ao final do processo, a vodka possui as mesmas qualidades de qualquer outro produto. 


O grupo de cientistas não tem como objetivo incentivar a atividade de agricultura intensa na região, mas sim oferecer a possibilidade de plantio para famílias que vivem em regiões ainda consideradas impróprias para a agricultura. Embora a Atomik seja um exemplo do que pode ser feito na área anteriormente contaminada, ainda levará algum tempo para que os consumidores possam degustar a bebida “atômica”. O que não quer dizer que, no futuro, isso não seja uma possibilidade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.