Bienvenida Mastra Roja

Com “la primera cerveza artesanal uruguaya”, volto a falar sobre o líquido precioso. Como podem perceber, nossa parada, depois de uma passada pelo Paraná (http://costibebidas.wordpress.com/2012/06/25/cerveja-paranaense-o-que/), é lá embaixo do Rio Grande do Sul, no país que traz algumas boas alegrias para nós (leia-se doce de leite e queijos), a pequena Uruguai. Terra de boa comida, bom futebol, boas praias, é para lá que vamos.

Montevidéu. Na capital do país, dois jovens uruguaios há alguns anos atrás perceberam o que é, digamos, normal perceber fora do eixo Europa – Estados Unidos: cervejas de ótima qualidade. Se lá é bom, porque não fazer aqui? Mãos a obra, focaram na filosofia “cervejas gourmet”, onde geralmente o objetivo é a harmonização (o que não impede, lógico, de bebê-las por si só). Criaram então, em 2007, a Cervejaria Artesanal do Uruguai (http://www.mastra.com.uy/), com a marca “Mastra”, que por sua vez remete à palavra “maestra” (em espanhol professora).

Mas e a cerveja? A estrela de hoje é a Mastra Roja, uma cerveja estilo Strong Scotch Ale, de características bem peculiares. Tampas para o ar (é vedada como garrafa de vinho, com lacre preto, porém com tampa normal), o aroma é alcoólico, com o malte bem presente, lembra um pouco (eu disse um pouco) uma rauch, e notas de caramelo. De cor âmbar avermelhada, e o creme cor bege, teve boa espuma, que não persistiu muito. De sabor seco bem acentuado e leve adocicado, possui notas de frutas vermelhas, álcool acentuado, lá no fundo picante, boa carbonatação, um pouco “azedo”.

No retrogosto, o amargor, numa escala de 0 a 10, 4. O “seco” continua, com pouco álcool, e o sabor fica leve, o que, na minha humilde opinião, mostra que a cerveja é de boa qualidade. Em resumo, uma típica Strong Scotch Ale (garrafa de 600ml).

Esse estilo não é lá muito democrático, meio “8 ou 80”: ou a pessoa curte, ou nunca mais quer saber dele. E essa cervejaria toma bastante cuidado com os ingredientes, utilizando malte uruguaio e alemão. Por isso, vale a pena conhecer… vá que na lista dos itens de paixão uruguaia você inclua doce de leite – queijo – cerveja?

Por Lucas Bueno (@buenolf)-  Consultor de Cerveja Costi Bebidas Zona Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.