O que são os vinhos “fora-da-lei” italianos?

O que são os vinhos “fora-da-lei” italianos?


A Itália e o vinho estão ligados por raízes profundas em sua história e cultura. Arqueólogos encontraram vestígios de viticultura realizada há mais de 3.000 anos na região que hoje é o país.

Hoje em dia o país é o primeiro maior exportador de vinho do mundo, e segundo maior produtor da bebida no mundo. Embora a presença do vinho seja tão forte no país, apenas 20% dos produtos italianos se enquadra nos padrões de D.O.C e D.O.C.G (denominação de origem controlada & denominação de origem controlada e garantida). Então de onde vêm os grandes vinhos italianos?

É aqui que entram os Supertoscanos. Apelidados de “os fora da lei”, esses rótulos não se encaixam nos padrões estipulados pela D.O.C e D.O.C.G, porém são apreciadíssimos ao redor do mundo.

O Movimento começou nos anos 60, mas devido às dificuldades que os corajosos produtores da época enfrentaram, é um processo que vem sendo aperfeiçoado até os dias de hoje. Para mostrar que os Supertoscanos não são brincadeira, saiba que no começo do milênio a Wine Spectator nomeou de forma consecutiva dois Supertoscanos como os melhores vinhos do mundo, em 2000 e 2001. São eles o Solaia 1997 e o Ornellaia 1998.

516_big 2921-1

Está gostando do nosso tour pelo mundo das bebidas? Então dê uma passadinha na Loja da Costi, escolha seu rótulo favorito e prepare-se para a próxima matéria!

+ Não há comentários

Adicionar seu comentário