Casa Valduga dá nomes aos seus terroirs. Entenda aqui.


“Uma extensão limitada de terra considerada do ponto de vista de suas aptidões agrícolas.” Assim o dicionário Le Nouveau Pettir Robert define a palavra terroir, que foi o cenário de estudos da Casa Valduga na última década. Há quase 140 anos cultivando as terras do Vale dos Vinhedos, a vinícola decidiu expandir suas fronteiras e foi buscar o que há de mais característico em duas novas regiões: Campanha e Encruzilhada do Sul.

Destes três terroirs provêm os vinhos da marca, divididos em três novos nomes: Leopoldina, Identidade e Raízes.

Leopoldina – Vale dos Vinhedos

Período Imperial, 1875. Foi nessa época que o primeiro integrante da família Valduga desembarcou em terras brasileiras. A via mais importante da região, hoje conhecida como Vale dos Vinhedos, foi batizada pela monarquia com o nome de Leopoldina, referência à primeira imperatriz do Brasil, que agora dá nome à nova linha da Valduga em uma homenagem que se estende a todo o período de bravura dos primeiros imigrantes.

O lugar, com clima temperado e noites amenas, é hoje a principal região produtora de vinhos do país. O solo franco argiloso e de formação rochosa basáltica entrega rótulos de extrema qualidade, sendo propício para o cultivo de variedades como Chardonnay e Merlot.

Principais rótulos: Leopoldina Gran Chardonnay D.O. / Leopoldina Premium Chardonnay / Leopoldina Premium Merlot e Leopoldina Premium Merlot Rosé.

 

Identidade  – Encruzilhada do Sul

Na Serra do Sudoeste Gaúcho, no século 18, surgiram os primeiros estabelecimentos pastoris formados por uma vanguarda de missionários e índios que, juntamente com guardas do império, protegiam a província das invasões espanholas.

Localizada neste lugar, a região de Encruzilhada do Sul vem sendo estudada pela Casa Valduga há mais de dez anos. O terroir de clima temperado, noites amenas e inverno rigoroso possibilita a adaptação de castas distintas como Marselan, Arinarnoa e Gewurztraminer.

Um tributo aos destemidos desbravadores, a linha Identidade homenageia a busca pela conquista, manutenção e fortalecimento da identidade territorial da região entre 1715 e 1766.

Principais rótulos: Identidade Gran Corte / Identidade Premium Gerzwustraminer / Identidade Premium Arinarnos e Identidade Premium Marselan.

 

Raízes – Campanha

De terras distantes, encravadas entre solos argentino, uruguaio e antigo solo paraguaio, a região da Campanha foi palco das Missões Jesuíticas e da Guerra do Paraguai. Atualmente abriga vinhedos de excelência, proporcionando uvas de plena maturação que proporcionam vinhos potentes e de grande amplitude aromática.

Localizada no extremo-sul do Rio Grande do Sul, a Campanha caracteriza-se por um solo seco, arenoso e com vestígios de deserto. Noites amenas, dias quentes e longos, e grande radiação solar fazem deste terroir ideal para cultivo de uvas complexas como Cabernet Franc, Tannat, Cabernet Sauvignon e Sauvignon Blanc.

Principais rótulos: Raízes Gran Corte / Raízes Premium Sauvignon Blanc / Raízes Premium Cabernet Franc e Raízes Cabernet Sauvignon.

+ Não há comentários

Adicionar seu comentário